sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

TEM ALGUÉM COMIGO, MAS ME SINTO SÓ!





- Não temos portões em nosso mosteiro – Shantih comentou com o visitante.

- E como fazem com os ladrões?

- Não há nada de valioso aqui dentro. Se houvesse, já teríamos dado a quem precisa.

- E as pessoas inoportunas, que vem perturbar a paz de vocês?

- Nós as ignoramos, e elas vão embora – disse Shantih.

- Só isto? E isto dá resultado?

Shantih não respondeu. O visitante insistiu algumas vezes. Vendo que não obtinha resposta, resolveu partir.

“Viu como funciona?” disse Shantih para si mesmo, sorrindo.

PARA A VIDA:

Quer ficar sozinho? Aprenda a arte de considerar um ser chamado outro! Quer ter sempre alguém para dividir o mundo? Ofereça de graça seu carinho e amor!

Thiago Mendes

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

O ANJO DA MORTE CHEGOU. E AGORA?


Conta-se a história de um homem que encontrou um anjo no deserto, e lhe deu água. “Sou o anjo da morte e vim buscá-lo”, disse o anjo. “Mas como você foi bom, vou lhe emprestar o Livro do Destino por cinco minutos; você pode alterar o que quiser”.

O anjo entregou o livro. Ao folhear suas páginas, o homem foi lendo a vida dos seus vizinhos. Ficou descontente: “estas pessoas não merecem coisas tão boas”, pensou.

De caneta em punho, começou piorar a vida de cada um. Finalmente, chegou na página de seu destino. Viu seu final trágico, mas quando preparava-se para mudá-lo, o livro sumiu. Já havia passado cinco minutos.

E o anjo, ali mesmo, levou a alma do homem.

Perdemos tempo demais nos preocupando com o destino dos outros, enquanto isso o curto tempo que temos aqui esta passando e fizemos muito pouco para o bem de todos.

PARA A VIDA:

“A caneta do seu destino está em suas mãos. Escreva o que desejar, mas jamais gaste tempo tentando piorar o destino de ninguém, isto apenas adiantará o processo de nossa morte”.

Thiago Mendes


quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

EU APRENDI SOLTAR BORBOLETAS...



Dizem que toda cidade possui uma alma. Algumas cidades têm almas generosas que acolhem os seus habitantes e os viajantes que por elas passam; e cidades que escravizam e torturam os seus moradores e os aventureiros que por ali pousam. Sim, é verdade que toda cidade possui uma alma, mas a alma da cidade é apenas o resultado da coletivização da alma do povo, então sendo assim, a Terra é o que os habitantes dela são. Você já entrou em uma casa onde o ambientes parece pesado, estranho? Este é o resultado da alma pesada dos que moram nela. Já entrou em casa onde tudo é uma grande bagunça? É que interiormente estas pessoas são um lixo. Você já passou por alguma cidade e viu que o lugar é triste? É assim que os corações de seus habitantes se encontram. O que desejo ensinar é bem simples e direto: não existe como esconder nada; embora muitos tentem maquiar a realidade, o resultado final sempre será o que está por dentro.

De tempos em tempos precisamos parar para dar uma faxina dentro de nós. Tirar entulhos, ratos mortos, raivas antigas, medos, decepções, frustrações, bolos mofados, comida velha, e o que estiver causando cheiro ruim dentro de nós. Por mais bela que seja a casa, sempre haverá entulhos; por melhor que seja a pessoa, sempre terá o que jogar fora. Que tal dar uma faxina em seu coração hoje e jogar tudo que não presta fora? Tente fazer isso e você verá o quanto é bom ter uma alma limpa.

Eu aprendi soltar borboletas...

PARA A VIDA:

“Tente enxergar sua alma todos os dias para ver o estado em que ela se encontra. Saiba: seja qual for à situação, sempre é possível se tratar”.

Toda verdade é manifesta,

Thiago Mendes

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

UMA PEDRA, SEU MANEL, DONA ILDA E A COBRA– Leia!




Ontem à noite a Fran, Israel e eu estivemos na casa do “Seu Manel” e da Dona Ilda. Eles são muito amados e há dias estávamos querendo arrumar um tempinho para ir até lá. Na maioria de nossas visitas, temos que ensinar alguma coisa; esta é a grande diferença de nossas visitas aos “meus velhinhos” – não ensinamos nada, mais aprendemos coisas incríveis. Eles contaram como compraram certa feita uma chácara e lá só tinha o chão. Falaram da moradia embaixo da lona, da semente que levaram pra plantar alface, da cobra “cascabulho” que picou a Dona Ilda e dos porcos e bananas “gigantes” que criavam e plantavam lá. O “Seu Manel” contou que tudo que ele adquiriu começou com uma pedra achada na rua.

“Ilda, esta pedra será a primeira pedra de nossa casa!” – disse ele ainda jovem colocando a pedra nos ombros.

“Você está doido homem?” – foi o que respondeu ela sem apresentar incredulidade.

Pouco tempo depois, a casa estava pronta e hoje eles estão já de idade, porém muito fortes e cheios de vida. Os dois têm uma casa linda, filhos, netos, bisnetos. Eu disse a eles: “É, mocinhos, vocês venceram!”. Os olhinhos brilharam perante minha frase. Sabem que são vitoriosos!


PARA A VIDA:

“Para um homem comum uma pedra é um obstáculo; para um homem cheio de fé, uma pedra é uma casa pronta – uma vida construída”.

É só,

Thiago Mendes

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

SIM, AINDA VALE A PENA LUTAR PELA PAZ!




Mahatma Gandhi lutou sua vida inteira, mas conseguiu libertar a Índia do domínio inglês. Quando lhe disseram que era um dos maiores nomes surgidos na história universal, respondeu:

“Nada tenho de novo para ensinar ao mundo. A verdade e a não violência são tão antigas quanto as montanhas. Tudo o que tenho feito é tentar praticá-las na escala mais vasta que me é possível. Assim fazendo, errei algumas vezes e aprendi com meus erros.

Os que acreditam nas verdades simples que procurei mostrar, só podem divulgá-las se viverem de acordo com elas. Estou absolutamente convencido de que qualquer homem ou mulher pode realizar o que realizei, se fizer o mesmo esforço e cultivar a mesma esperança e fé.”

PARA A VIDA

“Devemos cultivar a paz em todas as nossas ações, até mesmo nas coisas mais simples de nosso dia-dia!”



Thiago Mendes

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

NÃO DESPREZE AS ARMAS DE SEU INIMIGO




Não despreze as armas de seu inimigo. O bom Soldado da Paz sabe que até os adversários mais frágeis podem ser perigosos se nos pegarem em um momento de fraqueza. Quem já esta no campo de batalha há muito tempo aprendeu com a vida e com a espada que quem fortalece o inimigo não é o treinamento dele, e sim, nossa falta de diligencia; é por isso que o Soldado da Paz vitorioso é aquele que leva a sério cada batalha, até mesmo aquelas que são consideradas de menor importância.

“Porque está treinando tanto?”, pergunta alguém. “Você não sabe que o adversário de hoje é frágil e desorganizado?”.

“Sim, eu sei”, responde o bom soldado. “Só não quero ser o responsável por fortalecer sua fragilidade e organizar seu grupo mal formado”.

Tudo que o companheiro imprudente pode fazer é se calar e começar também o treinamento, mesmo que ache desnecessário. A lição foi aprendida.

PARA A VIDA:

"Não podemos deixar que a indisciplina nos enfraqueça. Focar os objetivos e nos preparar o máximo para alcançá-los; acho que este é o segredo dos grandes Soldados da Paz".

Paz e bem,

Thiago Mendes

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

O GOLPE PRECISA SER PERFEITO





- Como posso saber a melhor maneira de agir na vida? – perguntou o discípulo ao mestre.


O mestre pediu que construísse uma mesa.

O discípulo cravava os pregos com três golpes precisos. Um prego, porém, estava mais difícil e o discípulo precisou dar mais um golpe. O quarto golpe enterrou o prego fundo demais, e a madeira foi atingida.

-Sua mão estava acostumada com três marteladas – disse o mestre.

– Você se acostumou com o que fazia e perdeu a habilidade.

PARA A VIDA:

“Quando qualquer ação passa a ser apenas um hábito, ela deixa de ter sentido, e pode terminar causando dano. Cada ação é uma ação, e só existe um segredo: jamais deixe que o hábito comande seus movimentos”.

Thiago Mendes




quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

ISRAEL, BAGUNÇA NO HOSPITAL E A ORAÇÃO NO MONTE

LEIA, REFLITA E COMENTE!


Ontem passei um dia todo colado com o meu filhinho Israel. Fomos a Goiânia no médico e na fila do atendimento ficamos o tempo todo fazendo bagunça. Ele é extremamente folgado e se derrete no meu colo. Quando lhe é conveniente diz: “Papai sou grande ‘né’?”. Eu respondo com toda calma do mundo: “Sim filho, você é grandão”. Só que ele é tão esperto que quando está com preguiça, se derrete no meu colo e eu fico exageradamente bravo. “A não Israel, desse para o chão, anda, o ‘veio’ já não está agüentando não”. Ele me olha com aqueles olhinhos arregalados de quem está com fome e balança a cabecinha: “A não papai, sou pequenininho, me coloca no ‘pecoço’”.

Aí imagina, não há como não se derreter. Fomos orar a noite no monte e ele junto, só um grude o tempo todo, nem orei direito. Mais sei que Deus ouviu a minha oração silenciosa.

Acho que o Criador também se derrete, quando nos enxerga sendo grandes e ama quando nos vê pequenininhos; afinal: DEUS TAMBÉM É PAI!

PARA A VIDA:

“Esteja apto a aprender em cada momento de sua vida, pois é aqui que o infinito se inicia e as coisas mais fúteis do nosso dia-dia são os primeiros passos para a eternidade”.



É só isso,



Thiago Mendes

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

O CAMINHO SOBREMODO EXCELENTE




Depois de muitos anos de governo, o rei Arthur voltou à presença do sábio Merlin, seu instrutor.

- Procurei seguir minha consciência em todos os atos de meu governo – disse. – Espero que esteja satisfeito.

- Como trataste quem não acreditava em Deus? – perguntou Merlin.

- Com a severidade que merecem os incrédulos.

- E os que não honravam seus compromissos?

- Com a prisão, para não desmoralizar o trabalho de gente honesta.

- E como trataste as prostitutas?

- Com repressão, para evitar que o país perdesse a dignidade e a moral.

- Você não entendeu nada do que ensinei – foi o triste comentário de Merlin. – Precisava ajudar os mais fracos a mudar de vida, mas tudo que fez foi seguir o manual do bom comportamento.

PARA A VIDA:

“É sempre mais fácil jogar o objeto velho fora e comprar um outro novo, mas nem sempre este é o caminho mais excelente”.

Um beijo,
Thiago Mendes

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

FATOS HISTÓRICOS - PRINCÍPIOS ETERNOS


Ontem (Domingo – 17 de janeiro) falei nas Primitivas de Goiânia de manhã e de Piracanjuba a noite e em ambas oportunidades discorri sobre a irrelevância dos fatos diante da eternidade dos princípios.

“Fatos irrelevantes, princípios eternos”.

O que desejo falar aqui é um pouco diferente do que disse ontem; gostaria de destacar a importância de coisas que acontecem no nosso dia-dia e que fazem toda a diferença em nossa eternidade. Sim, coisas como o modo de tratarmos as pessoas, a doçura no falar, no ser, no amar, no perdoar, no aceitar o perdão. Em cada coisa irrelevante, pode se estabelecer um princípio eterno.

Contei ontem sobre como foram importantes na minha vida momentos distantes quase perdidos nos arquivos de minha memória, mas que fizeram toda a diferença na construção do meu caráter. Falei sobre minhas aventuras na carroça do “Padinhoso”, homem íntegro que Deus usou para me ensinar grande parte do que sou.

Uma vez no mês sempre as 6 da manhã:

- Thiaguinho, vamos, hoje temos que limpar o arroz.

Eu acordava meio sonolento, o cavalo já na carroça e assim íamos pela estrada longa, quase infinita levar o arroz com casca para passar na máquina. Eu ia ali olhando para traz a estrada que pouco a pouco ia passando debaixo dos meus pés que balançavam de alegria, principalmente na época do cajuzinho do Cerrado, lembro-me que parávamos várias vezes para apanhar e a alegria era maior quando achávamos do amarelo.

- Olha só, Thiaguinho, achei do amarelo docinho aqui, oh – dizia a voz mansa esbanjando a sabedoria de quem conhecia tudo do cerrado.

Quando chegávamos no Cruzeiro, íamos comer quitute e beber mirinda enquanto o arroz passava pela máquina. Enquanto isso, não havia nenhum jornal registrando nada do que ele me ensinava sobre a vida; todavia cada palavra ecoa até hoje e há de ecoar pelos confins da eternidade.

Depois voltávamos, geralmente eu dormia na volta, mais eu estava cheio. A barriguinha cheia de quitute e o coração cheio de princípios que compartilho contigo todos os dias aqui no site.

PARA A VIDA:



“Os fatos não precisam ser históricos para que os princípios sejam eternos”



Thiago Mendes

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

LEVAR A MENSAGEM É MAIS IMPORTANTE QUE MORRER POR ELA



Durante a evangelização no Japão, um missionário foi preso por samurais.

-Se quiser continuar vivo, amanhã terá que pisar a imagem de Cristo, diante de todos – disseram os guerreiros.

O missionário foi dormir, sem nenhuma dúvida no coração: jamais cometeria tal sacrilégio, e estava preparado para o martírio.

Acordou no meio da noite, e ao levantar-se da cama, tropeçou num homem que dormia no chão. Quase caiu para trás: era Jesus Cristo em pessoa!

-Agora que já pisou em mim, vá lá fora e pise na minha imagem – disse Jesus. – Você foi o único que teve coragem de vir até aqui falar do meu nome e não pode morrer só pela vaidade de não pisar na minha imagem. É mais útil estar aqui e continuar pregando do que morrer e me deixar sem ninguém para falar do meu amor.

PARA A VIDA:

"Não faça nada sem analisar de fato o que é mais inteligente. Radicalismos loucos geralmente são a porta de entrada para a imbecilidade. Pare, analise se decida!".

Beijo,

Thiago Mendes

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

A FORÇA DO INESPERADO


O Soldado da Paz prudente é aquele que quando tem um objetivo não se importa com as dificuldades ou com as facilidades para alcançá-lo. Os problemas e as soluções são apenas acidentes de percurso na estrada das realizações. O que produz o resultado é o trabalho sério, focado e bem intencionado; alguém que deseja o sucesso não pode trabalhar esperando benefícios acidentais, nem se prevenindo exageradamente para tragédias que podem não acontecer. O soldado da Paz que pretende vencer a batalha do dia a dia, precisa saber onde deseja exatamente chegar naquele dia, e o resto é apenas folhas que podem ou não cair no chão de sua jornada.


Se o inesperado de hoje for pedras, use-as como munição para atacar o inimigo; se o inesperado de hoje for pão e água fresca use-os para se fortalecer na visão de vencer a batalha. Seja o que for apenas não perca o foco principal, que é chegar ao final do dia e poder dizer: Sim, eu sou um Soldado da Paz vencedor!


PARA A VIDA:


“A força do inesperado não pode ser maior do que aquilo que você espera!”.


Abraço Fraterno,

Thiago Mendes

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

APRENDENDO A ME PARECER COMIGO MESMO



A arvore estava tão cheia de maçãs, que seus galhos não conseguiam se mexer com o vento.

- Por que não fazes barulho? Afinal, todos nós temos alguma vaidade, e precisamos chamar a atenção dos outros – comentou o bambu.

- Não preciso. Meus frutos são minha melhor propaganda – respondeu a árvore.

NA VIDA

O que desejo dizer a você hoje é muito simples, e farei isso com uma breve oração:

“Senhor, não permita que eu pareça ser alguém melhor do que de fato sou, pois isso envergonha a mim mesmo; e não permita que eu pareça ser alguém menor do que sou, pois isso envergonha a ti que me fizeste como sou. Peço que o Senhor me ajude a ser exatamente aquilo que sou e que eu melhore em frutos e ações todos os dias”.


Um verdadeiro Soldado da Paz não se balança para mostrar os frutos, mais nunca ousa esconder o seu melhor por entre as folhas que o encobrem.



Beijão,

Thiago Mendes

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

A JUSTIÇA DA VIDA


O bom Soldado da Paz entende a importância da meditação e da preparação. “Sempre treine o dobro do tempo que você gasta lutando”, ensinavam os Mestres Antigos. “Se você vai gastar duas horas na batalha para vencer o inimigo, isso significa que terá que treinar no mínimo quatro para aquela batalha. Construa primeiro os golpes na sua mente, medite sobre cada ação, depois leve isso para a espada e use-a com inteligência e sobriedade; assim, tenha certeza que quando a guerra estourar você estará preparado para vencê-la com muito menos esforço”.

ISTO NA VIDA:

O que desejo compartilhar com você hoje é muito simples: Não ache que a vida é injusta, o problema é que a vida é justa demais. Se as coisas não estão dando certo para nós, é sinal que em algum momento, deixamos de nos preparar para esta ou aquela dificuldade. Temos muitas fraquezas e devemos gastar tempo nos fortalecendo nestas áreas ainda debilitadas. Muitos perdem a batalha porque escondem a fraqueza do inimigo. O ideal não é esconder e sim se fortalecer nas áreas que ainda nos sentimos fracos.

Beijo,

Thiago Mendes

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

MINHA ESPADA INSISTE EM ME PERSEGUIR


Um verdadeiro Soldado da Paz é escravo de suas convicções. Mesmo que ele decida abandonar tudo, jamais conseguirá, sua missão é como uma droga violenta que o persegue por onde quer que vá. Em alguns momentos ele tenta fazer algo escondido, mais ninguém o reprovará tanto quando ele mesmo, então o mais isolado dos esconderijos é como uma praça pública diante do que ele crê e vive. Nenhum Soldado da Paz vive escravizado pelo julgamento dos outros; mas nenhum guerreiro prudente está livre de viver uma vida tão nobre, tão ilustre como aquela que ele ensina aos seus subordinados. O verdadeiro Soldado da Paz odeia esta palavra, prefere amigos!


Para terminar, é bom apenas saber que todo Soldado da Paz experiente algum dia na vida já abandonou a espada e desejou fugir de sua missão, mais sua espada o persegue, ela o acompanha mesmo que tenha sido por ele abandonada!


Pense nisso.


Com muito carinho.
Thiago Mendes

DE VOLTA AO TRABALHO


Amados, gostaria de pedir perdão pelo tempo em que ficamos fora do ar, e dizer que em 2010 estaremos bem mais juntinhos com todo vapor trabalhando o blog. Gostaria de deixar bem clara a nossa grande alegria de estar aqui e poder falar um pouco sobre a vida.



A expectativa para o novo livro está ótima e espero que vocês gostem do trabalho.



Abraço Fraterno,



Thiago Mendes

Sobre a vida e o momento!

Tudo nessa vida é emprestado, usual, casual, transitório, passageiro, efemeramente temporal, enfim - somos inquilinos prestes a sermos ...