segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

MINHA ESPADA INSISTE EM ME PERSEGUIR


Um verdadeiro Soldado da Paz é escravo de suas convicções. Mesmo que ele decida abandonar tudo, jamais conseguirá, sua missão é como uma droga violenta que o persegue por onde quer que vá. Em alguns momentos ele tenta fazer algo escondido, mais ninguém o reprovará tanto quando ele mesmo, então o mais isolado dos esconderijos é como uma praça pública diante do que ele crê e vive. Nenhum Soldado da Paz vive escravizado pelo julgamento dos outros; mas nenhum guerreiro prudente está livre de viver uma vida tão nobre, tão ilustre como aquela que ele ensina aos seus subordinados. O verdadeiro Soldado da Paz odeia esta palavra, prefere amigos!


Para terminar, é bom apenas saber que todo Soldado da Paz experiente algum dia na vida já abandonou a espada e desejou fugir de sua missão, mais sua espada o persegue, ela o acompanha mesmo que tenha sido por ele abandonada!


Pense nisso.


Com muito carinho.
Thiago Mendes

Um comentário:

Jocianne disse...

Que falta me fez seus textos... como é bom poder ler e entender um pouquinho da vida em seus olhos... obrigada por tudo sempre Thiago! Que Deus o ilumine sempre mais!