quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

ISRAEL, BAGUNÇA NO HOSPITAL E A ORAÇÃO NO MONTE

LEIA, REFLITA E COMENTE!


Ontem passei um dia todo colado com o meu filhinho Israel. Fomos a Goiânia no médico e na fila do atendimento ficamos o tempo todo fazendo bagunça. Ele é extremamente folgado e se derrete no meu colo. Quando lhe é conveniente diz: “Papai sou grande ‘né’?”. Eu respondo com toda calma do mundo: “Sim filho, você é grandão”. Só que ele é tão esperto que quando está com preguiça, se derrete no meu colo e eu fico exageradamente bravo. “A não Israel, desse para o chão, anda, o ‘veio’ já não está agüentando não”. Ele me olha com aqueles olhinhos arregalados de quem está com fome e balança a cabecinha: “A não papai, sou pequenininho, me coloca no ‘pecoço’”.

Aí imagina, não há como não se derreter. Fomos orar a noite no monte e ele junto, só um grude o tempo todo, nem orei direito. Mais sei que Deus ouviu a minha oração silenciosa.

Acho que o Criador também se derrete, quando nos enxerga sendo grandes e ama quando nos vê pequenininhos; afinal: DEUS TAMBÉM É PAI!

PARA A VIDA:

“Esteja apto a aprender em cada momento de sua vida, pois é aqui que o infinito se inicia e as coisas mais fúteis do nosso dia-dia são os primeiros passos para a eternidade”.



É só isso,



Thiago Mendes

Um comentário:

Jocianne disse...

Como é bom saber que nosso Pai nos tem em seu colo sempre... que mesmo quando erramos, pecamos, podemos voltar ao seus braços e nos saber verdadeiramente amados...

Daqui pra frente!

Vai com fé que dá. Você já tem muita luz, são se ofusque. Não se acanhe com olhares de reprovação. Não se abale com comentários negativ...