segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Sobre um abraço que pode penetrar a alma e alimentar o espírito!


Jávier, o aprendiz, tem vivido muitos conflitos nos últimos dias. Sente saudades de casa, avalia se realmente fez a coisa certa quando partiu em direção as montanhas para estudar o Caminho Sagrado e agora começa a pensar na possibilidade de ir embora. Álih, seu guia, o observa de longe. Não quer interferir nas decisões do rapaz, mas talvez possa ajudá-lo sem dizer nenhuma palavra. O velho se levanta, caminha até o jovem e lhe estende os braços. Jávier parece não entender muito bem, mas também caminha em direção ao guia e os dois se abraçam longa e calorosamente. Ambos choram, mas não trocam uma palavra sequer. Mais tarde, na hora do jantar, o rosto do rapaz parece alegre e sem as ideias negativas de antes. “O que o senhor fez comigo?”, pergunta sorrindo. “Nada”, o velho responde terminando de morder sua coxa de frango. “É que há abraços que ultrapassam o nível da cordialidade, penetram a alma e são capazes de alimentar o nosso espírito. Você estava faminto, mas foi alimentado”. Os dois prosseguem no jantar. É hora de alimentar o corpo.

Thiago Mendes

Sobre os displicentes dorminhocos!

O sufi Sadi de Shiraz contava a seguinte história: “Quando eu era criança, costumava rezar com meu pai, meus tios e primos. Todas as noites nos reuníamos para escutar um trecho do Livro Sagrado”. “Numa destas noites, enquanto meu tio lia uma passagem, reparei que a maior parte das pessoas dormia. Então comentei com papai: nenhum destes dorminhocos é capaz de ficar atento às palavras do profeta. Jamais chegarão até Deus!’”. “E meu pai respondeu: meu filho querido, procure seu caminho e deixe cada um cuidar de si. Eu preferia mil vezes que você esti¬vesse dormindo com eles, a ter que escutar este seu julgamento duro, e esta sua condenação”. Deixo o alerta: vigiar mais, julgar menos.

Thiago Mendes

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Sobre luz, portas e janelas!


Não tenha medo de encarar as suas próprias realidades. Todos nós temos lados sombrios e, o pior, é que quanto mais encobrimos estes lados, mais escuros eles vão se tornando em nós. Quando encaramos nossas deficiências e retiramos os seus véus, aumentamos e muito a probabilidade de lançarmos luz em nossas áreas ainda defeituosas. Talvez não haja defeito maior do que o de fazer de tudo para nos parecer perfeitos. Retire os véus, abra as janelas – tem vida lá fora. Lance para longe aqueles entulhos que você sabe, só servem acumular doenças. Hoje talvez seja o dia de deixar a luz entrar por todas as portas e janelas, e isso, sem medo, sem reservas e sem as nossas vaidades que, tentando esconder nossos lados escuros, podem nos conduzir à eterna ruína. O verdadeiro Soldado da Paz prefere estar nu e saudável, que vestido com roupas reais que escondem lepra e carne podre. 

Thiago Mendes

Queridos, já deixo aqui o meu convite à todos para estarem comigo no dia 18 de outubro, sexta-feira, na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás para o lançamento do livro "Diário de um Soldado". Sua presença enriquecerá muito o evento. Estou te aguardando lá. Beijão.

Curta: www.facebook.com/thiagomendesbrasil 

Sobre coisas como amor, amizade e o amanhã!


Busque os seus sonhos e não tenha medo de arriscar. Não volte atrás até que tenha certeza de ter ido até o final. Aprenda a esperar os momentos certos. A vida pode até nos deixar esperando, mas jamais nos deixará na mão. Aprenda que o impossível existe e está sujeito a ser contrariado todas as vezes que ousamos usar a nossa fé. Continue acreditando em coisas como amor, amizade, e o amanhã. Procedendo desta maneira jamais se arrependerá. Não se canse de fazer o bem, prossiga, saiba que se as suas sementes estão demorando a nascer, é porque terão raízes firmes, portanto, continue plantando e esperando. Lembre-se: as pessoas sempre valerão mais do que aquilo que elas podem oferecer.

Thiago Mendes

Daqui pra frente!

Vai com fé que dá. Você já tem muita luz, são se ofusque. Não se acanhe com olhares de reprovação. Não se abale com comentários negativ...