segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Intuição e improviso!


Estamos sempre esperando a coisa certa, a pessoa certa, os lugares certos, o emprego certo, mas a verdade é que muitas coisas boas que acontecem em nossas vidas partem de situações “ruins”. Um tropeço, você cai na rua, alguém vem lhe socorrer e os resultados são dois cotovelos ensanguentados, um buraco na calça jeans e um amor pra vida inteira. Qualquer um pode se aproveitar das cosias boas que a vida dá. Mas só quem treina a intuição e o improviso, pode ser capaz de transformar tragédias em milagres. 
  
Thiago Mendes

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Amadureci!

Hoje, já amarrotado pelo tempo, consigo perceber que, claro, o amor é essencial, mas ele sozinho - sem ideias compatíveis, jogo de cintura, e muito equilíbrio emocional, pode acabar por transformar a vida de duas pessoas num inferno cheio de paixão, angustia e sofrimento. Já assisti muita gente que se ama  abrir mão um do outro porque acreditavam que o amor era tudo, e não é. O amor só é viável quando há entendimento. Quem é adepto de radicalismos existenciais, destes que gritam: "eu não mudo ninguém"; ou: "jamais serei outra pessoa", bem, estes, certamente terminarão sozinhos - mesmo que cheios de amor e boas intenções. Quem ama muda, aceita, se adapta ao universo do outro, e faz tudo isso para que, além de amor, haja vida compartilhada. Não basta amar. O amor também precisa nos fazer felizes; caso contrário, será apenas obsessão.

Thiago Mendes 

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Você não merece meu perdão!

Você nem sequer me pediu perdão. Também não estou com a mínima vontade de lhe perdoar. Claro, tenho meus muitos motivos e você conhece cada um deles.  Fui ferida, desrespeitada, seu egoísmo tornou-me invisível e, por muitas vezes, me senti um lixo. Mas decidi sair destes escombros emocionais, me levantar, me dar o valor que tenho, reconstruir minha vida e ser feliz de novo. E, embora meu coração nem peça isso, sei que liberar você faz parte do meu recomeço. Então, eu lhe perdoo. Mesmo que doa, que me venha a tentação de sentir-me injustiçada, de continuar enxergando aí o canalha que sei que você é – sim, eu te perdoo. Sem mais, com tudo – UFU!


Thiago Mendes

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Adaptar não inclui se acostumar ao sofrimento.


Se está só te fazendo mal, se não quer mudança, se gera apenas sofrimento - com raríssimos momentos de prazer; se não há gratidão, evolução, companheirismo; se não há vida compartilhada, mas apenas encontro de corpos - estes cada vez mais frios, então não existe mais sentido. Não se acostume ao desprezo de uma alma egoísta, tirana, ingrata e manipuladora. Não se acostume ao que só te faz sofrer. Talvez no início você gritava para o mundo, pedia socorro, reclamava, até que, de repente, secaram-se as lágrimas, aquietou-se o coração e calaram-se os lábios. Na prática, nada mudou, mas decidiu que sofreria em silêncio. A você, apenas digo: se não vale a pena lutar, também não vale a pena ficar.

Thiago Mendes


Um motivo para desistir, um milhão para seguir adiante.

Às vezes dá vontade de botar fogo no circo, chutar o pau do picadeiro e acabar com a palhaçada toda. Mas aí a gente se lembra do trapézio, das famílias que chegam unidas, do som mágico das gargalhadas das crianças preenchendo o ambiente e trazemos à memória um princípio básico: o que para mim é rotina, para eles é espetáculo! O que pra você é "o óbvio", pra eles é "o mistério". E assim seguem as mágicas, os olhares de espanto e a vibração frenética após cada sessão. Amanhã começará tudo de novo. Amanhã tudo será novo - depende de quem olha, ou melhor: de como se quer ver. Um motivo para desistir, um milhão para seguir adiante. 


HUMILDADE!

Então acabei aprendendo que chegando a soberba, vai-se o encanto. Felizes sejam todos estes que sabem preservar a humildade em tempos de ...