quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Sobre dançar tango com a morte!


Eu já atravessei o inferno a nado, pisoteei seus demônios e renasci para o combate. Já passei a noite dançando tango com a morte, mas acabei acordando vivo. Já sonhei que era um pássaro e cortei os céus voando. Já amei demais, fiz juras eternas, prometi minha alma e acabei fugindo quando deveria pagar. A vida é recomeço. É sobrevivência. É a arte de negociar a fim de permanecer um pouco mais. A vida é superação. É o silêncio. É o ruído. É quando tudo começa a terminar. 

Nenhum comentário:

No amor me escondo e me curo!

Preciso, como nunca, desenvolver a prudência, o equilíbrio e a paciência. Quero aprender a selecionar melhor as palavras e fazer delas instr...