quinta-feira, 21 de março de 2013

Sobre os labirintos da vida!


De vez em quando a Mulher de Fé percebe que sua vida está virando um labirinto. Gerara muitas expectativas e todas elas acabam em nada. Sonhou com um tempo de renovo e paz, onde a culpa e as pressões não fizessem parte de seus dias, mas estava novamente ali: enrolada em suas incertezas, sem saber a quem recorrer e com medo de suas próprias atitudes. “Você construiu labirintos e se perdeu dentro deles. Tente manter a calma e, se tiver paciência, poderá reencontrar o caminho”, diz sua alma. A Mulher de Fé tenta seguir a lição, mas a cada passo se sente mais perdida. As incertezas voltaram, o medo de que tudo acabe em nada assola novamente o seu interior, e uma vontade enorme de que este momento fosse apenas um sonho, toma conta de seu coração. Hoje ela não tomará nenhuma decisão. Talvez amanhã quando o sol nascer novamente, os seus labirintos tenham terminado e fará de tudo para não construí-los novamente. Ela sabe que a vida não é tão difícil assim. Nós mesmos é que tratamos de deixa-la quase insuportavelmente complicada.

Thiago Mendes 

Nenhum comentário: