segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Sobre um restinho de pão, água e esperança!


Nem todas as dores que já senti na vida reunidas em um único momento justificariam a desistência. Meus ensinamentos me condenariam. Quando uma pessoa tem consciência de sua missão, ela tem no mínimo, uma ideia das lutas que terá que enfrentar para ver esta missão ser cumprida, então por mais que todas as circunstâncias ordenem a desistência, a convicção de que é possível continuar precisa prevalecer. E prevalecemos. Crendo contra a esperança, sufocados por momentos que não temos certeza se irão realmente passar, angustiados com a escassez de suprimento para se continuar a jornada, o medo do fracasso, a frustração de ver expectativas que criamos se cobrirem de areia no deserto. As areias do deserto! Elas, ao longo do tempo, vão engolindo sonhos pessoais, matando pessoas as quais gostaríamos de ter estado muito mais próximos e mostrando que por mais forte e competente que uma pessoa imagina ser, sem um pouquinho de sorte ela jamais chegará a algum lugar. Mas para o Soldado da Paz que acredita de fato em sua missão sempre haverá um restinho de pão, água e esperança.

Thiago Mendes

Nenhum comentário: