sexta-feira, 20 de julho de 2012

Sobre a oração, a fé e o perdão!


Senhor, que eu seja capaz de repousar-me sem que sinta-me culpado e imerecedor de tal descanso. Que em Teus braços de amor onde existe perdão e paz seja o abrigo seguro que a minha alma tanto procura e tanto precisa. Sim, Senhor, sei que devo perdoar-me pelas tantas e tantas vezes em que já trai meu destino e segui as trevas, mas mergulhado em meio a culpas e, ouvindo sem parar as vozes do meu próprio julgamento, não consigo nem mesmo saber por onde começar. Senhor, ajuda-me a ensurdecer meus julgamentos para que assim, encontre o caminho do perdão. Fortaleça-me Deus para que eu dê o mais difícil e importante de todos os paços: o primeiro. Sei que nunca me desamparastes, mas neste momento, sinto-me desamparado. Sei que nunca estive só, mas neste momento sinto-me só. Sei que nunca me destes nenhum motivo para deixar de crer, mas confesso a Ti, meu Senhor, que neste momento minha fé é tão pequena quanto um grãozinho de mostarda. Tudo o que posso Lhe dizer é: ajuda-me em minha falta de fé.

Thiago Mendes

Nenhum comentário: