sexta-feira, 30 de março de 2012

Sobre regras e amizades!

O Soldado da Paz está no meio da batalha quando percebe que seu melhor amigo foi ferido em combate e está caído diante do inimigo que prepara o golpe fatal. Não há o que fazer. A distância entre ele e o companheiro impede qualquer ação. Em um raio de segundos, o Soldado da Paz lembra-se dos principais momentos em que estiveram juntos. Do dia em que se viram pela primeira vez e ali já estava a intuição de que nasceria uma grande amizade. Lembrou-se da primeira discussão que tiveram e depois da primeira vez que tiveram que se perdoar. Lembrou-se das vezes que se aconselharam e da relutância de aceitarem as diferenças um do outro. Lembrou-se das vezes que choraram juntos e de alegrias que puderam compartilhar. Nesta fração de segundos o Soldado da Paz voltou a momentos em que seu companheiro fez grandes sacrifícios para ajudá-lo e foi aí que decidiu quebrar uma das regras mais importantes do Caminho Sagrado: a que diz que jamais devemos soltar a nossa espada. Neste momento o guerreiro não ligava mais para as regras. Colocou a sua vida em perigo e lançou a espada com toda força acertando em cheio seu inimigo. Seu companheiro se levantou e ambos continuaram o combate. Foi neste dia que eles aprenderam que uma grande amizade vale mais que qualquer regra.

Thiago Mendes

Nenhum comentário: