terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Sobre o meu caminho!

Hoje estou afim de um encontro comigo mesmo. Quem sabe consiga ver-me passar por alguma rua solitária de minha alma movimentada e possa dar-me um oi?! Às vezes, me sinto tão longe de mim que acabo me desconhecendo. Em alguns dias esqueço meu próprio idioma e digo coisas que eu “em meu juízo” jamais falaria. Hoje talvez eu precise de um particular com o Thiago Mendes, ou talvez apenas com o menino Thiago. Preciso urgentemente olhar em meus olhos e perguntar-me: “Qual é a sua, ficou maluco, foi? Se esqueceu de quem eu sou? Ou melhor, esqueceu quem você é?” Preciso me lembrar da estrada que me leva de volta à minha casa. Estou como um bêbado amazônico que foi beber na venda que fica no meio da mata e se perdeu ao voltar no meio da noite. Se alguém encontrar-me por alguma rua qualquer, por favor, diga que estou procurando a mim e peça-me para voltar para casa. Estou com saudades de mim! Sinto minha falta, do meu jeito menino, meio bobo com cara de esperto e dizendo a todos o que seria melhor se fizessem, mesmo sem dizer uma palavra. Tenho saudades do eu mais amigo! Por favor, se você que me lê no Diário de um Soldado tem um mapa que possa levar-me de volta aos porões mais limpos da minha alma, faça a gentileza de entregá-lo a mim antes de anoitecer. À noite, o meu caminho de volta seria muito mais difícil.

Nenhum comentário: