quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Uma viagem para dentro de mim.


O Soldado da Paz aprendeu com seu mestre que o dia de ontem já não é tão importante assim e é justamente por isso que resolve construir novos caminhos hoje. Ele acorda de manhã, faz sua prece, pega a armadura e vai à tenda dos companheiros para chamá-los. Precisam partir. Neste momento alguém faz a pergunta que ele mais detesta responder, não por implicância, mais sim por quase nunca saber responde-la: “Para onde iremos hoje, senhor?” – pergunta um de seus soldados mais inexperientes. Outros companheiros olham no novato com olhar de reprovação, entendendo que o mestre não gosta de ouvir aquela pergunta. Mais Leonardo resolve que será paciente com o novato, afinal, no início, todos temos o direito de errar. Depois de sorrir para descontrair a si mesmo e para mostrar a todos que está tudo bem, o bravo guerreiro tenta responder aquilo que nem ele mesmo sabia: “Você está começando agora, o importante não é saber para onde vamos, e sim se seremos capazes de fazer hoje uma viagem para dentro de nós mesmos e corrigir nossos erros. A estrada mais difícil de ser percorrida é aquela que está perdida na imensidão da floresta da nossa alma”.

O jovem soldado não diz nada, entendeu o recado. Todos montam seus cavalos e partem para a uma terra distante, para dentro de seus próprios corações.


“O Soldado da Paz mais corajoso é aquele que é capaz de enfrentar a si mesmo e seus próprios desvios de conduta”.


Com carinho,


Thiago Mendes

Nenhum comentário: