sexta-feira, 31 de julho de 2009

O elefante e a corda


Eis o procedimento adotado pelos treinadores de circo, para que os elefantes jamais se rebelem - e eu desconfio que isso também se passa com muita gente.
Ainda criança, o filhote é amarrado, com uma corda muito grossa, a uma estaca firmemente cravada no chão. Ele tenta soltar-se várias vezes, mas não tem forças suficientes para tal.
Depois de um ano, a estaca e a corda ainda são suficientes para manter o pequeno elefante preso; ele continua tentando soltar-se, sem conseguir. A esta altura, o animal passa a entender que a corda sempre será mais forte que ele, e desiste de suas iniciativas.
Quando chega a idade adulta, o elefante ainda se lembra que, por muito tempo, gastou energia à toa, tentando sair do seu cativeiro. A esta altura, o treinador pode amarrá-lo com um pequeno fio, num cabo de vassoura, que ele não tentará mais a liberdade.
Se já perdeu um dia, é hora de tentar novamente!
Thiago Mendes

Um comentário:

Mariana disse...

Muitas vezes, isso acontece... Acreditamos em um muitas coisas, tais como, "não posso ter", "não posso ser", "não vou conseguir".
Mas, devemos tentar sempre e não ter medo de enfrenar os obstáculos...
Pois, "Tudo posso Naquele que me fortalece"...

Daqui pra frente!

Vai com fé que dá. Você já tem muita luz, são se ofusque. Não se acanhe com olhares de reprovação. Não se abale com comentários negativ...