segunda-feira, 4 de maio de 2009

O RABINHO E SEUS DESCENDENTES


Um rabino muito piedoso ia meditar todos os dias às cinco horas da manhã numa floresta. Sentava-se aos pés de um carvalho, e conseguia a paz necessária para entrar em contacto com Deus. Seu filho, quando tornou-se adulto, passou a fazer a mesma coisa; mas esqueceu a árvore que seu pai meditava.
Seu neto, quando tornou-se adulto, passou a fazer a mesma coisa; mas esqueceu a árvore e a hora em que seu avô meditava.
Seu bisneto, quando adulto, tentou fazer a mesma coisa; mas já não sabia a árvore, a hora certa, e a floresta onde seu bisavô meditava.
Entretanto, ainda se lembrava da história; e quando lembramos da história e ainda é possível retornar ao Caminho.

Nenhum comentário: