quinta-feira, 30 de abril de 2009

Tudo que eu precisava saber aprendi no jardim de infância




De Robert Fulghum (em “Tudo que eu precisava saber aprendi no jardim de infância”):

“Uma boa parte do meu trabalho como pastor está ligado à morte e aos mortos. O quarto de hospital, o cemitério, os ritos finais. Estas coisas terminaram por moldar a minha vida de uma maneira muito diferente. Eu já não fico tanto tempo pensando que a grama está alta, nem engraxo meus sapatos de modo que fiquem brilhando como espelho. Eu já não buzino quando o sinal abre, e o carro da frente não anda. Tampouco fico preocupado em matar aranhas que fizeram suas teias na minha igreja”.
“Muito pelo contrário: quando tenho um tempo livre, vou até a Taverna Búfalo, e escuto a banda que está tocando. Um índio pede silêncio, nos olha, e diz: ‘o que vocês estão esperando? Venham dançar!’”.
“E eu vou. Danço e me divirto. Sem nenhuma sensação de pecado”.


Viva sem medo!


Thiago Mendes

Um comentário:

ayara disse...

precisamos disso
viver sem medo nos braços de Deus...

Daqui pra frente!

Vai com fé que dá. Você já tem muita luz, são se ofusque. Não se acanhe com olhares de reprovação. Não se abale com comentários negativ...