sábado, 22 de março de 2008

JUIZ OU RÉU? QUEM VOCÊ PREFERE SER?




Na última noite não dormi bem. Então me pus a pensar:

“Bom seria se não julgássemos e nem fossemos julgados por nada. Seria ótimo se ao invés de julgamento, tivéssemos compreensão. Oxalá se deixassem de nos julgar para nos compreender. Como seria bom, se trocássemos a pedra pelo lenço. Os casais seriam mais felizes, as crianças brincariam mais alegres, os céus seriam muito mais azuis.
Todos somos réus, mas o pior não é ser réu e sim juiz. Quando julgamos a nós mesmos somos extremamente piedosos, mas quando o réu é o outro, somos implacáveis e impiedosos. Devíamos ser mais radicais conosco e mais bondosos com o próximo”.

Fechei os olhos e dormi, afinal era tudo que eu podia fazer. E dormi em paz, na certeza de que nenhum julgamento se sobrepõe sobre a grandeza do amor.

Em Cristo que não julga, mas ama,

Thiago Mendes.

Um comentário:

disse...

vc é um iluminado!!! jamais perca sua essência... sou sua fã!