terça-feira, 14 de junho de 2016

Sobre o rigor e a doçura!

O Soldado da Paz evita os exageros. Ele aprendeu que uma das maiores qualidades que um guerreiro pode desenvolver é a do equilíbrio. Por isso mede seus passos, avalia a intensidade de sua presença, tenta ter postura firme e amável quando precisa repreender um companheiro, e se coloca sempre no lugar do outro ao julgá-lo. Aprendeu que a justiça é feita quando existe a união entre o rigor e a doçura. E assim o Soldado da Paz segue o seu caminho: nem de mais, nem de menos. Nem tudo, nem nada - na medida. Quando entende que está exagerando, ele para e recomeça. Afinal, é melhor perder o tempo que perder o juízo!

Nenhum comentário:

Somos amor, suor e orgasmo!

Somos bondades e delitos que se entrelaçam, se aceitam e se equilibram. Os olhares, o sorriso – tudo em nós se comunica, se invade, se mistu...