domingo, 26 de abril de 2015

Sobre o perfeito amor!

O amor se reconstrói. Se refaz. Se reencontra. Se adapta. Cede. Abre mão de suas próprias vontades em razão de uma vontade maior. Aceita. Interpreta a vida sem segundas intenções. Ele é puro. Manso. Compreensivo. Pacífico. Extraordinariamente realizador. O amor restaura a alma e escolhe os seus passos sem pisar em ninguém. Não trabalha apenas em prol de si próprio. Ele aceita os degraus que a vida lhe impõe com paciência e serenidade. O amor é um dom. É gratuito. É de todos aqueles que disserem com coragem: “Sim, eu aceito o desafio de amar e ser amado!”.
Thiago Mendes

Nenhum comentário: