segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Sobre os sabores da vida!


Às vezes a Mulher de Fé sente-se insegura e infeliz. Nestes momentos ela faz uma análise geral de sua vida e descobre que tudo vai bem. A rotina é a mesma: sem tragédias nem grandes emoções. Mas algo parece ter perdido o sabor. Ela vai até a janela e olha a rua lá fora. Tudo está como antes, mas a praça parece sem vida. Ela passa então a pensar em cada um de seus melhores amigos - nada que lhe motive. Neste momento sua alma se manifesta: “Há comida com fartura, mas tem lhe faltado fome. Há motivos suficientes para celebrar, mas lhe falta vontade”. A Mulher de Fé respira fundo. Sua alma tem razão. Ela vai até o espelho, lava o rosto e sorri. “A vida nos deu muitos sabores”, ela diz para si, “e felizes são aqueles que ousam experimentá-los”. 

Nenhum comentário: