domingo, 9 de novembro de 2014

Sobre a mulher e o instinto!


A Mulher de Fé procura viver em paz consigo mesma. Quando ela não sabe o que fazer, libera seu espírito para seguir a força do instinto. Não é uma tarefa fácil, já que ali dentro estão muitas de si: a mãe boazinha, a louca que busca aventuras, a sonhadora, a neurótica, a amiga, a traidora, a mulher contente e a deprimida; mas é nesta mistura confusa de personalidades que ela se encontra, se realiza e é feliz. Seu instinto às vezes deseja fazer bobagens, mas nestes momentos ela toma novamente as rédeas e volta a conduzir o seu caminho. Não vai provocar situações desnecessárias que alegram o corpo, mas colocam em risco a saúde da alma. 



Nenhum comentário:

Estou tentando aprender a ser grato a todo mundo.

Quem me perseguiu, fez-me mais astuto. Quem me humilhou, tornou-me mais humano ao experimentar a dor da vergonha. Quem não me assistiu, ...