quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Sobre a bússola do amor!


Hoje é dia de abrir as janelas, pousar um sorriso e sair para a vida. Nada de alimentar dores ou tentar ressuscitar o passado com suas picadas venenosas. Nada de palavras ríspidas a quem dizemos amar ou nossa agressiva indiferença aliada do silêncio que diz claramente: “Eu não me importo!” Que hoje você se disponha a seguir adiante, sem se esquecer que o amor é a bússola que não nos deixa errar e, se erramos, ele nos trás de volta e nos devolve ao caminho certo. Menos gritos – a não ser aqueles de alegria e comemoração; menos críticas – a não ser aquelas que fazemos para medir nossos próprios comportamentos. A vida é tão curta. Não há tempo para medir forças. Temos tão pouco a compartilhar. Se envenenarmos a água do poço, também morreremos de sede. É simples, mas é de coração.

Thiago Mendes

Nenhum comentário: