segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Sobre o tempo e o perdão!

Ouvi dizer que suas feridas estão sangrando novamente. Não tenho muitos remédios, mas os que ainda me restam também são teus. Digo apenas que é impossível prosseguir sangrando. Se continuar assim, cada passo será uma milha em direção a morte. Ter um momento para curar as feridas é tão importante quanto o golpe mais decisivo para se vencer a batalha. Nada é tão danoso quanto um guerreiro ferido em combate. Sei que de todos os dardos do inimigo, o mais envenenado deles, é o da acusação. Nada como o tempo e o perdão! Lembre-se: o tempo muda o cenário. O perdão muda a condição. Vire a página. A vida tem novidades apenas para aqueles que decidiram olhar para frente. Voltar ao lugar da ferida é ferir-se outra vez. Não alimente a vingança, perdoe a si mesmo e o tempo dirá que estou certo. Melhoras.

Thiago Mendes

Um comentário:

Anônimo disse...

Este texto marcou a morte trágica de um relacionamento, o cair da máscara daquele que tanto era amado e o nascimento de uma nova mulher.
Releio novamente com a certeza de que seguir e buscar perdoar traz às vistas a mudança de condição.
Grata.