domingo, 8 de dezembro de 2013

Sobre a prece dos desesperados!


Senhor, eis aqui os meus olhos. Enxugue-me as lágrimas. Sei que conheces o motivo de cada uma delas, já tentei retê-las, mas entendi que é melhor que elas fluam, encharquem meu corpo e lavem minha alma. Sinto-me frágil, sem importância e vazio, mas volto a Ti, meu único Senhor, e peço: encontre-me mais uma vez. Sei que me perdi sozinho, mas sabes que sou pequeno demais para retornar ao aprisco sem Ti, meu Bom Pastor. Segure minha mão, dê-me novamente aquele abraço de Pai que já recebi em outros tempos, me fez tão bem e que foi capaz de curar feridas profundas em minha alma. Há, meu Senhor, quanta bobagem a minha em pensar que poderia caminhar sozinho. Recorro a Ti. Meu refúgio, minha fortaleza, meu bem maior. Levanta-me, restaura-me, e usa-me mais uma vez como bem Lhe aprouver. E que assim seja para todo o sempre. Amem.

Thiago Mendes

Nenhum comentário: