segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Sobre os displicentes dorminhocos!

O sufi Sadi de Shiraz contava a seguinte história: “Quando eu era criança, costumava rezar com meu pai, meus tios e primos. Todas as noites nos reuníamos para escutar um trecho do Livro Sagrado”. “Numa destas noites, enquanto meu tio lia uma passagem, reparei que a maior parte das pessoas dormia. Então comentei com papai: nenhum destes dorminhocos é capaz de ficar atento às palavras do profeta. Jamais chegarão até Deus!’”. “E meu pai respondeu: meu filho querido, procure seu caminho e deixe cada um cuidar de si. Eu preferia mil vezes que você esti¬vesse dormindo com eles, a ter que escutar este seu julgamento duro, e esta sua condenação”. Deixo o alerta: vigiar mais, julgar menos.

Thiago Mendes

Nenhum comentário: