segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Sobre a solidão, o deserto e a boa água!


O Soldado da Paz não teme a solidão. Quando tem este sentimento, entende que é a voz do Todo o convidando para uma boa companhia. Ele atende ao convite. Aí passa horas em silêncio aqui, enquanto está estabelecendo uma boa conversa “lá”. Seus companheiros nem sempre são capazes de compreender. “Deve estar com algum problema sério, parece desequilibrado”, diz alguém. “Ele já esteve assim antes”, lembra outro. “Logo estará de volta”. Mas o Soldado da Paz prefere não ouvir os comentários. Ele estava como aquele homem no meio do deserto desfalecendo de sede, mas que acabara de encontrar um grande oásis. Ali beberá da boa água, encherá o cantil, e seguirá o seu caminho.  E quando volta de seu momento de silêncio, a solidão não está mais ali. Ele abraça os companheiros e reforça a importância de cada um em sua missão. O Soldado da Paz está pronto para mais um dia de batalha.

Thiago Mendes

Nenhum comentário: