quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Sobre as vozes que me mandam desistir!


Há tantas coisas que tentam nos convencer de que parar e desistir de tudo é o melhor a se fazer. O cansaço da rotina, as discussões sem sentido em casa, a falta de expectativa de que no futuro todo esforço terá valido a pena, a ingratidão daqueles a quem já estendemos as nossas mãos no passado, a frieza com a qual somos, às vezes, tratados por quem mais amamos, a falta de um abraço e algumas palavras de motivação, o medo de ter entregado toda uma vida a algo que nunca foi importante para mais ninguém, as constantes decepções nas mais variadas dimensões da existência, as dificuldades convencionais do dia-dia, o sufoco pra conseguir apenas a miséria pra pagar as contas do mês, e outros mil motivos que nos comprimem, gritando em nossos ouvidos em um megafone ensurdecedor, dizendo que é tempo de parar. Se hoje, você está pensando em desistir, não tenho nenhuma palavra de motivação. Lembre-se apenas de que o que você está fazendo deve ser mais importante para você mesmo do que para qualquer outra pessoa no mundo. E se é importante para você, prossiga, vá em frente e jamais desista de seus sonhos.
Beijo,

Thiago Mendes

Nenhum comentário: