quinta-feira, 26 de março de 2009

A IRMÃ E O COMERCIANTE


Uma fervorosa cristã esforçava-se para desenvolver seu amor ao próximo.
Mas sempre que ia ao mercado um comerciante insistia em fazer-lhe propostas indecorosas.


Certa manhã chuvosa, o homem apareceu para importuná-la mais uma vez.
Descontrolada, ela pegou seu guarda-chuva e bateu no rosto do comerciante, ferindo-o.
Nesta mesma tarde, foi procurar o seu pastor e relatou o ocorrido. “Tenho vergonha”, disse.


“Não consegui controlar meu ódio”.
“Você agiu errado em odiá-lo”, respondeu o sábio pastor. “Da próxima vez que ele lhe disser algo, encha seu coração de bondade. E torne a bater com seu guarda-chuva, desta vez mais forte, porque ele só entende essa linguagem”.

Que abençoe a todos nós,

Thiago Mendes

Um comentário:

tirrex disse...

mto insteressante essa msg! gostei mto..