sábado, 20 de dezembro de 2008

SOBRE O QUE COMPÕE A NOSSA ALMA




A maneira como enxergamos o mundo, é apenas o reflexo do que é a nossa alma.

A tempestade de fora, é só o sinal dos raios e trovões que estão dentro de nós. Quando o canto dos pássaros se torna desafinado é sinal que estamos desafinados com a Melodia o Universo.

Quando o estar doce o outro amarga minha alegria, quão amarga está a minha alma.

Viver é como andar de bicicleta; exige equilíbrio, concentração e sempre começa com a primeira pedalada. No barco, começamos com o primeiro remo; no carro, com a primeira partida – com a primeira marcha; no amor, com o primeiro beijo; na fé, com o primeiro desafio; na batalha, com o primeiro golpe.

Tenha uma alma doce e não apenas o primeiro, mais tudo que você fizer será doce.

Receba meu carinho adocicado.

Na fé,




Thiago Mendes

Nenhum comentário: