domingo, 8 de março de 2015

Sobre as nossas batalhas de cada dia!

O Soldado da Paz, às vezes entende que, ou aceita a mudança, ou será obrigado a aceitar a derrota. Aí ele vai aprendendo que o guerreiro precisa mudar tanto quanto muda a sua missão. O Soldado da Paz se move, se reconstrói, se transforma, se readapta e descobre que as estratégias de ontem raramente servirão para hoje. É por isso que todas as manhãs, enquanto afia sua espada, o guerreiro pensa consigo mesmo: “O que terei que fazer hoje? Por onde começo? Qual a direção?” Ele tem vencido constantemente, mas sabe que cada batalha é única e, portanto, precisa ser unicamente conquistada. O Soldado da Paz acredita em sorte, mas não espera por ela. Observa as estatísticas, mas sabe que não podem nada por si mesmas. “O que determina o sucesso no combate é a maneira como o enxergamos”, diz.
Thiago Mendes

Nenhum comentário: