sábado, 8 de março de 2014

Sobre aquelas batalhas que nos mantém vivos!

Às vezes as lágrimas insistem em surgir de algum lugar desconhecido de nossas almas. Tentamos impedi-las dizendo que não são bem-vindas. Elas não se importam com a nossa opinião. Continuam jorrando silenciosas. As batalhas da vida têm sido muito duras ultimamente: os sonhos frustrados, as decepções com pessoas queridas, o medo de que a vida passe e nada mude e os conflitos que bombardeiam o interior. Neste momento olhamos para a janela. O mundo está lá fora. Agitado, apressado, com olhos assustados. Aí descobrimos que não estamos sozinhos. Há muitos outros enfrentando conflitos semelhantes. Por quê? “Porque estas batalhas lhes mantém vivos. Sem elas a vida perderia o sentido”.A resposta surge silenciosa e sem mais explicações. As lágrimas não pararam de jorrar, mas agora trazem mais refrigério que preocupações. 


Thiago Mendes

Nenhum comentário: