quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Sobre não impedir a luz que há em nós!


A Mulher de Fé já teve medo de terminar só. Por muitas vezes se sentiu insegura, pensou que estava atrapalhando a vida de outras pessoas e por mais que recebesse carinho e palavras de conforto, seu coração permanecia inseguro e cheio de dúvidas. “Não mereço ninguém”, dizia para sua alma. “Sou incapaz de fazer qualquer pessoa feliz”. Depois de caminhar pelo quintal, sentir o vento em seu rosto decaído e de fazer mil perguntas para si mesma, sua alma finalmente fala. “Você não precisa fazer nenhum esforço. Seja você mesma, permita-se iluminar o caminho por onde passa. Não impeça seus raios de luz, eles não naturais. Há coisas que você não precisa provocar. Apenas não as impeça”. Neste momento a Mulher de Fé sente que sua alma fica em paz. A partir de agora irá permitir que sua luz brilhe sem empecilhos. 

Thiago Mendes

Um comentário:

Bella Dourado disse...

Que lindo!
Publicarei no meu blog pastor.
abraços,
Bella