quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Sobre nós, os elefantes e as prisões da vida!


A observação a seguir foi enviada pelo amigo e leitor Welker Justino. Diz: Você já observou os elefantes no circo? Eles ficam presos a correntes pelo pé! Poderiam facilmente rompê-las, mas geralmente não acontece. Isso se dá graças à sua memoria, eles, desde filhotes, são aprisionados por uma corrente e, todas as vezes que tentam se soltar não conseguem. Os anos passam e depois de centenas de tentativas sem sucesso os elefantes simplesmente desistem. Isso fica de uma forma tão fixada em sua mente que, mesmo depois de adulto e com força suficiente para arrebentá-la, os elefantes se lembram das tentativas frutadas e desistem. Muitos de nós estamos nesta mesma situação: mantemos na mente os fracassos, os erros, as frustrações, as tristezas e os tombos de tal forma que, muitas vezes não queremos mais tentar. Às vezes mantemos na memória as humilhações, as decepções e ainda pensamos estar acorrentados pelos achismos de nossa própria dor. Cada um de nós tem forças para romper as correntes que nos prende e, para isso, basta apenas um gesto. Saiba: mais uma tentativa e tudo pode mudar. 

Thiago Mendes

Nenhum comentário: