sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Sobre fechar os olhos e não abri-los nunca mais!


Às vezes as pressões da vida são tão intensas que o arqueiro deseja fechar os olhos e não abri-los nunca. Ele sabe que uma alma angustiada tem o peso da morte e dói mais que o ferimento de uma flecha disparada por um companheiro. E quando sente que sua alma está carregando o peso da morte, a primeira coisa que lhe vem à mente é o desejo de fugir. Mas o arqueiro sabe que olhos fechados não transformam nenhum cenário, apenas os torna invisíveis. Ele tenta lançar suas flechas no escuro, mas se rende. Elas acabam por atingir inocentes. Neste momento percebe que se as coisas estão difíceis, tornar-se-ão ainda piores se não puder enxergá-las claramente. Aí ouve a voz de seu anjo: “A melhor maneira de enfraquecer um problema é dividindo-o. Assim terá mais controle”. Ele segue o conselho e percebe que é capaz de mudar o seu mundo. Agora a angústia da morte já se foi e tudo parece mais fácil. É hora de voltar a lançar flechas e agora sem medo de atingir os inocentes que lutam ao seu lado e só desejam o seu bem.

Thiago Mendes

Nenhum comentário: