segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Sobre pássaros e pensamentos!


Jávier, o aprendiz, já está ajoelhado há mais de uma hora em um canto da cabana e geme misteriosamente. Álih, o guia, acha estranho. “Tenho te achado esquisito ultimamente, alterou muito seu comportamento. O que está havendo?”. Jávier o fita com olhar desapontado. “Estou tentando prender meus pensamentos, mas quanto mais tento controlá-los, mais eles parecem me controlar”. O velho sorri. “Tente prender mil pássaros em um dia e, se puder, será capaz de prender também seus pensamentos”. Jávier não compreende. “Então devo entregar-me a eles sem qualquer pudor ou limites?” O velho se aproxima um pouco mais, respira fundo e volta a falar: “Vá prendendo um de cada vez. Comece pelos mais mansos e fáceis, depois passe para outros mais difíceis, até que conseguirá prender os que voam mais alto. Lembre-se: pássaros são como pensamentos, você pode até prendê-los, mas se algum dia vacilar e deixar a gaiola aberta, serão capazes de voar nas mesmas alturas que sempre voaram. Mais difícil que prender pássaros e pensamentos, é mantê-los sob domínio”. O jovem se alegra. Continuará prendendo seus pássaros, mas agora sabe que tem a missão de prender, apenas um de cada vez.

Thiago Mendes

Nenhum comentário: