quinta-feira, 26 de julho de 2012

Sobre um momento simples e inesquecível!


Resolvi compartilhar com vocês um trechinho do meu livro As coisas que a vida esqueceu de me ensinar. Espero que gostem. Segue: A chuva leve dava um ar europeu em meu mundo brasileiro. A garoa, a cidade mais triste, o menor movimento, algumas pessoas com guarda-chuva, outras com jornais sobre a cabeça e eu seguia acompanhada do meu amor e confesso que naquele momento me sentia a maior aventureira do mundo. A menina que de boazinha passa a irresponsável, que foge do trabalho para fugir com o príncipe encantado.Para onde vai me levar?, pergunto olhando dentro de seus olhos.Engraçado, diz ele com o sorriso distraído que tem,eu ia te fazer a mesma pergunta. Caminhamos sem direção e que era dia de fazer tudo ao contrário podíamos tomar sorvete na chuva, caminhar descalços na calçada fria, correr no meio de todo mundo e assustá-los como se fossemos loucose éramoscumprimentar desconhecidos como se fossem íntimos e deixá-los sem entender absolutamente nada. Fizemos de tudo. Tomamos refrigerante no canudo, dançamos na calçada uma música que ambos gostávamos e uma verdadeira multidão parou para olhar, e nós não nos importamos nenhum pouco, porque a vida é daqueles que resolvem vivê-la e não dos que param na calçada para observar os que resolvem fazê-la acontecer.

Do livro As coisas que a vida esqueceu de me ensinar

Thiago Mendes

Nenhum comentário: