terça-feira, 8 de novembro de 2011

Sobre o medíocre, o ilustre e um teste!

O guia espiritual parece não estar de bom humor hoje. Está mais calado, fala apenas o absolutamente necessário e não esboçou nenhum sorriso ainda. O jovem Soldado da Paz que já estuda com ele há vários meses e nunca o viu assim, fica preocupado e resolve perguntar o que está acontecendo. “Não é nada, filho”, começa em tom desanimado. “Estou apenas chateado hoje, porque dediquei minha vida toda a ensinar jovens como você sobre os segredos do Caminho Sagrado. Falo de amor, de fé, ensino vocês a carregarem a espada da vida com dignidade e desde quando comecei a ensiná-los - e isto há muitos anos, nunca perdi um aluno”. O jovem aprendiz fica sem jeito, jamais havia visto seu guia espiritual daquela forma. “Hoje”, continua o sábio, “quando cheguei ao mercado ouvi alguém me afrontar dizendo que gastei a minha vida inteira com algo que não vale a pena, que meus ensinamentos são arcaicos e que já não tem mais eficácia nos dias de hoje. Ouvi ainda que o mundo está ocupado demais para dar atenção a bobagens como as que ensino”. O jovem não diz nada durante alguns segundos. Ele pensa que pode ser apenas um teste. Já havia sido testado com situações antes. Finalmente o jovem Soldado da Paz respira fundo. “O consolo dos medíocres é ter o que falar acerca dos ilustres”, diz em tom de tranqüilidade. O velho não concorda nem discorda, mas parece melhorar levemente o seu humor. Se isto foi um teste, pouco importa. De qualquer maneira parece que o jovem guerreiro foi aprovado.

Thiago Mendes

Nenhum comentário: