quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Sobre Deus, flores e borboletas!

Jávier, o jovem aprendiz, está encostado em uma árvore observando seu guia espiritual aguar as plantas no jardim. Para o sábio, todas as energias do Universo parecem estar concentradas ali, no meio daquelas flores e borboletas. O jovem resolve quebrar o silêncio: "Se criarmos um sistema de irrigação ganharemos mais tempo e assim poderemos nos dedicar mais aos estudos sobre os mistérios de Deus!". O sábio não interrompe seu assovio melódico nem o trabalho. Jávier volta a falar: "O senhor gasta muito tempo com estas tarefas inúteis, jogando água em plantas e rachando lenha para a fornalha. Deveríamos comprar novos equipamentos para que possamos nos dedicar mais em estudar sobre as coisas sagradas". O sábio para por alguns instantes a sua tarefa e olha frustrado para o rapaz: "Você nunca chegará a Deus seguindo por este caminho", começa. "Se deseja encontrar a Deus, aprenda gastar tempo observando flores e pegando borboletas. Elas te levarão até Ele". O velho respira fundo, assovia por mais alguns segundos, joga água em mais uma planta e termina sua lição. “Os caminhos que nos conduzem até Deus são belos como as flores e leves como borboletas. Siga as coisas simples, e O encontrará”.
 
Thiago Mendes

Nenhum comentário: