quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Sobre a visita do Mestre

 Soldado da Paz acordou assustado no meio da noite. Ele estava cansado demais para se levantar e orar, mas sabia que não podia ficar quieto. Ouvira uma voz e tinha certeza disso. “Quem será?”, perguntou a si mesmo enquanto se levantava em silêncio caminhando pela tenda escura. “Quem está aí?”, grita alto tentando intimidar o possível inimigo. “Sou seu Mestre”, respondeu uma voz grave e firme. “Vim para dizer a você que estamos juntos e jamais irei te abandonar”. O Soldado da Paz cai de joelhos e começa a chorar. “As lutas são muito grandes, a espada está pesada e sinto que não possuo mais o mesmo amor de antes. Dê-me a chance de abandonar meus homens e minha missão”, pede ele ajoelhado aos pés de seu Senhor. O Mestre permanece em silêncio por alguns segundos, respira fundo e finalmente lhe dá uma resposta. “As lutas são realmente grandes, mas eu já as venci para você”! A espada é realmente pesada, mas isto é porque permiti que você tivesse braços fortes para carregá-la; e o amor realmente não é o mesmo de antes: ele amadureceu. Hoje você é mais consciente do que de fato é o amor. Amar não é dizer sim sempre! Agora, volte para a tenda e durma, pois amanhã há muito a realizar”. Quando o Soldado da Paz ia revidar o Mestre já não estava mais ali. Ele volta, deita-se e dorme. Amanhã será um novo dia enfrentado por um novo homem. Sua missão está confirmada.

Abraço Fraterno,

Thiago Mendes

Nenhum comentário: