quinta-feira, 17 de junho de 2010

TUDO E NADA: uma maneira simples de enxergar a vida


Eu não desejo tudo; pois tudo seria demais para mim. Também não desejo o nada; pois nada é pouco demais perto de tudo que preciso.
Não posso dizer que espero coisas grandes demais para mim, pois como homem - sempre desejarei mais que preciso, embora sempre tenha muito mais que mereço.
Meu muito é muito pouco para quem tem tudo; e meu nada é muito, perdo de quem caminha pelo chão da vida sem nada esperar. Um Soldado da Paz prudente sabe
que ele só precisa do necessário para se manter vivo e bem.

Reflexões diárias - Thiago Mendes

Nenhum comentário: