quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Quando o alvo do inimigo é meu outro eu

Nenhum ataque é tão forte como aquele que é direcionado aos que vivem de nossa proteção. Quando aqueles que protegemos sofrem, sofremos dobrado. E nestas horas, o verdadeiro Soldado da Paz precisa disfarçar sua força e mostrar que não há motivos para pânico, embora deseje chorar.
O desespero é uma parcela antecipada da tragédia, e é por isso que o bom Soldado da Paz não a recebe, não precisa de tragédias, principalmente quando o alvo é o objeto de sua maior proteção.

Que os que amo, estejam bem.

Thiago Mendes

2 comentários:

Clessy e Siomar disse...

Amém! Que Deus abenções que tudo esteja bem!

Jocianne disse...

Acreditar mesmo nos piores mometos.. qdo nosso coração está apertadinho... que tudo acabará bem, nos traz a paz necessária para enfrentar a batalh! Que tudo esteja bem com aqueles que amamos!