sexta-feira, 11 de setembro de 2009

APRENDI QUE O AMOR É COMO UM RIO


O amor é como um rio. Passa sempre, sem nunca deixar de estar ali – isto se suas fontes não pararem de fornecer vida. Mais se as minas deixam de alimentá-lo, ficam apenas o seu sinal; o sinal de que em algum momento ali existiu vida, peixes, plantas, mais que pelo fato de as minas terem secado, o rio parou. Por isso tudo que tenho a dizer é: por favor, não deixe a fonte secar. Ame sempre um pouco mais, ofereça de graça algumas gotas de seu amor todos os dias. Um grande rio nasce de pequenas gotas que brotam do chão, assim, da mesma forma, um grande amor brota de pequenos atos de bondade para com um ser chamado outro.
Não é bom permitir que nosso coração se endureça para compreender que existem pessoas a serem amadas. Sim, existe um universo inteiro precisando ser abraçado, compreendido, menos julgado. Cada julgamento que fazemos é uma condenação às gotas de amor que podem brotar de nós. Pense nisso.

"O amor é capaz de contaminar a vida"


Thiago Mendes



Um comentário:

ROGÉRIO disse...

Sabe Thiago, enquanto nao reconhecermos a necessidade de amar uns aos outros não seremos completamente felizes. Temos que amnter este rio com muitas aguas, apra que elas passem e irriguem outras terras (coraçoes).

Bom texto.