quarta-feira, 22 de julho de 2009

Tempo de esperança


Dois rabinos tentam de todas as maneiras levar o conforto espiritual aos judeus na Alemanha nazista. Durante dois anos, embora mortos de medo, enganam seus perseguidores, e realizam ofícios religiosos em várias comunidades.
Finalmente são presos.
Um dos rabinos, apavorado com o que pode acontecer dali por diante, não pára de rezar. O outro, ao contrário, passa o dia inteiro dormindo.
“Por que você está agindo assim?”, pergunta o rabino assustado.
“Para salvar minhas forças. Sei que vou precisar delas daqui por diante”, diz o outro.
“Mas você não está com medo? Não sabe o que pode nos acontecer?”
“Eu tive medo até o momento da prisão. Agora que estou preso, de que adianta temer o que já aconteceu? O tempo do medo acabou; agora começa o tempo da esperança”.

Nenhum comentário: