sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

QUEM É MAIOR: EU OU O UNIVERSO?

Se olhamos a vida na ótica do homem para o Universo descobrimos que dentro da existência o homem não é absolutamente nada. O Universo e suas constituições distantes, quase infinitas, seus planetas desconhecidos, suas luas incontáveis, seus buracos-negros misteriosos, seus asteróides destruidores, seus mundos desconhecidos, estrelas que a ninguém aquecem, galáxias sem vida. Se olhamos tudo isso descobrimos que dentro da existência se o homem fosse instinto amanhã, a grandeza universal não se abalaria com tal extinção.
Por outro, lado se olharmos do homem para o homem veremos que o Universo sem o homem é um lugar “deslugarizado”, que vaga pelo vazio sem ser observado. Racionalmente falando, se o homem se extinguir, automaticamente o universo também acabará. Sem percepção do que se é, nada é. Sem olhos para contemplar e razão para discernir, nada existe, mesmo sendo. O homem é a compreensão de que o que existe realmente existe. Só o homem pode perceber isso. Talvez tenha sido por isso que depois de criar tudo (terra, céu, animais), Deus resolveu criar o homem para perceber a beleza do que se havia criado. O mundo é lindo, mas não sabe de sua própria existência. O homem é feio, pequeno, erra muito, mais se sobrepõe sobre todas as criaturas do Altíssimo, pois tem a imagem e semelhança perceptiva do Criador. Você é maior que o Universo inteiro.

Penso, logo existo.


Thiago Mendes

Um comentário:

tirrex disse...

O universo precisa de nós.. assim como nós precisamos de Deus..

Daqui pra frente!

Vai com fé que dá. Você já tem muita luz, são se ofusque. Não se acanhe com olhares de reprovação. Não se abale com comentários negativ...