quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

E O FAZER SE EU FOR CRITICADO?



Ainda jovem, Beethoven resolveu escrever alguns improvisos sobre musicas de Pergolesi. Dedicou-se durante meses ao trabalho, e finalmente teve coragem de divulga-lo.
Um crítico publicou uma página inteira num jornal alemão, atacando com ferocidade a música do compositor.
Beethoven, porém, não se abalou com os comentários. Quando seus amigos insistiram para que respondesse ao crítico, ele apenas comentou:
- O que preciso fazer é continuar meu trabalho. Se a música que componho for tão boa como penso, ela irá sobreviver ao jornalista. Se tiver a profundidade que espero que tenha, ela irá sobreviver ao próprio jornal. Então, se este ataque feroz ao que faço for lembrado no futuro, será apenas para ser usado como exemplo da imbecilidade dos críticos.
Beethoven estava certíssimo. Mais de cem anos depois, a tal crítica foi lembrada num programa de rádio em São Paulo.

Nenhum comentário: