sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

PEQUENAS COISAS FAZEM GRANDES DIFERENÇAS



Os nossos olhos estão sempre voltados para os grandes realizadores: artistas famosos, empresários multinacionais, líderes que mobilizam massas.
Mas, se perguntarmos a qualquer um deles como conseguiram chegar ao topo, uma parte da resposta será: "eu prestei atenção nas coisas pequenas".
C. Lobo lembra um mito nórdico a respeito: quando o príncipe Balder nasceu, um profeta disse a sua mãe que ele morreria ainda criança. Desesperada, ela implorou a todos os reinos, forças e elementos, que poupassem seu filho. Todos concordaram.
Ao voltar para casa, viu um pequeno cogumelo - mas não lhe pediu nada, porque lhe parecia insignificante. Foi este cogumelo venenoso que o menino Balder comeu.
Célia Lobo - carta

3 comentários:

Anônimo disse...

realmente as pequenas coisas fazem GRANDES diferenças. texto muito bom e alias como todos que o Thiago escreve, eu acho. todos nós muitas vezes deixamos as pequenas coisas e insignificantes pra nós para nos entregar as grandes coisas e muitas vezes vemos o quanto iria fazer uma grande diferença se estivessemos parado e olhado para quela pequena coisa, para aquela pequena situação.

Anônimo disse...

As pequenas coisas sempre fazem grandes diferenças... mtas vezes abrimos mão do pequeno para alcançar o grande, que nem sempre tem relevância!!!!!!!!

Anônimo disse...

É verdade, eu mesma já deixei muitas vezes o excencial - pequeno, pelo medíocre grande.
Parabens!