sábado, 29 de março de 2008

MULHER: DESEJOS E CONFLITOS


Lá vai ela...
Vai porque é feliz, porque é livre, porque nasceu para ir.
Nasceu para a liberdade, nasceu para a vida.


Tem tudo para ser a mulher mais feliz desse mundo.
Às vezes, imagina que é.
Às vezes, tem certeza que não.


O deserto se tornou amargo, a areia está quente.
Os ventos desérticos queimam a beleza e seu rosto e o faz ficar decaído.
Muitas lutas vieram nos últimos dias e o inimigo parece não dar trégua.
Ela é forte. Espada na mão, cansaço nos olhos, fé na vida e certeza de conquista.


Às vezes dá sim vontade de parar, pois não há parceiro nossa jornada para dividir nem pão nem água e isso faz com que a jornada se torne mais longa.

Ela está só e caminha pelo infinito do deserto.
Ouve uma grande tempestade de areia no meio da noite, o cenário da viagem mudou mais uma vez, mas isso não importa, pois o destino é sempre mais importante que o caminho que usamos para chegar até ele.


Lá vai ela...


Triste por saber que está só e feliz por haver ainda um pouco de esperança.
E assim ela vai, seguindo seu destino, caminhando rumo ao além, cheia de vida e isso faz com que se sinta muito melhor.

Durma em paz, amada, pois amanhã nascerá um outro dia e a batalha ainda não acabou; existe um deserto a ser transpassado. Vá com Deus, pois só Ele conhece o infinito desta areia chamada VIDA.

Tudo que posso dizer é: VAI.



Thiago Mendes

3 comentários:

disse...

Vou me apropriar desse texto... como uma mulher que anda pelo deserto, cansada das lutas diárias, mas que tem no coração esperança e fé...e com isso vai em busca do seu destino, da sua felicidade!!!Bjo, continue crescendo na fé, cada dia mais

fran mendes disse...

Lá vou eu...

muito lindo amor ..

sua Fran...

Anônimo disse...

Gostei muito do texto, realmente se parece comigo, com minha história...e eu estou seguindo...vou indo em passos lentos, mas vou...